Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Os power point das aulas do 9º Ano (continuação II)

Mäyjo, 11.02.09

Como chegar ao desenvolvimento

Sumário:

                Iniciativas que promovem o desenvolvimento

                A ajuda internacional aos países pobres.

 

Apesar das dificuldades é possível “gerar” desenvolvimento.

Medidas a aplicar pelos próprios PED:

          Implementar indústria com tecnologia própria (mais simples), recursos e mão-de-obra locais

          Cultivar espécies autóctones para consumo próprio e desenvolver técnicas de armazenagem (evitar importar), em vez de exportar, pois dá poucos lucros

          Apostar no turismo que gera empregos (em vez de esperar pelas multinacionais que exploram a mão-de-obra)

          Diminuir a fecundidade e não só a mortalidade (aumento mais lento da população)

          Aumentar o nível de instrução da população (proibir o trabalho infantil e diminuir o analfabetismo nos adultos)

          Permitir acesso igual de todos os grupos sociais aos serviços básicos: educação, saúde, água potável, saneamento básico

          Desenvolver os transportes e as comunicações (construir infra-estruturas que abranjam todas as regiões)

Com estas medidas, os ped vão conseguir:

          Gerar riqueza própria, aumentar o consumo, garantindo uma melhor qualidade de vida

          Diminuir a dependência relativa aos PD, evitando o endividamento (reembolso da dívida e juros)

 

Quando falham as iniciativas internas a solução tem que ser outra!

Por falta de condições ou iniciativas, alguns países têm necessidade de ajuda exterior que pode ser dada por diferentes grupos, de várias formas:

          Pelas ONG => orientação de projectos que melhoram as condições de vida das populações (OIKOS, AMI, Leigos para o Desenvolvimento…)

 

          Pelas instituições de crédito => (Banco Mundial e FMI) que apoiam em situações de emergência (guerras, catástrofes naturais) e por períodos longos ou outras instituições como a UNICEF, FAO…

          Voluntariado

          Tomada de posição de instituições ou do público, face a produtos vindos dos países mais pobres

Com estas medidas consegue-se:

          Suprir a falta de assistência médica

          Diminuir a falta de professores

          Melhorar as condições de habitação e a falta de higiene

          Atenuar a malnutrição e a subnutrição, ou mesmo matar a fome

Mas também há obstáculos:

          Deficientes meios de transporte (não chegam aos mais isolados e pobres)

          A ajuda nem sempre tem em conta as necessidades e características da população

          Muitos países doadores impõem condições (políticas e económicas)

          Interesses políticos desviam parte da ajuda para o armamento (corrupção)

Portugal manifesta solidariedade com outros povos de várias formas:

          Contribuindo para instituições que apoiam o desenvolvimento mundial

          Acolhendo imigrantes vindos de PED ou que atravessam crises económicas

          Colaborando em missões de paz no estrangeiro

 

6 comentários

Comentar post